segunda-feira, 17 de setembro de 2012

FEIRA DE MÚSICA 2012 - FORTALEZA//CE


RELATÓRIO

No dia 20 de julho de 2012, foi convidado pelo SEBRAE atravez do Sr. Alex Lima de Souza para participar da XI Feira de Música de fortaleza, como membro do stand do Acre e produtor musical, junto com os amigos produtores Ronny Lopes e João Neto. Percebi que seria uma oportunidade impar de ampliar meus conhecimentos em produção musical, conhecer novas pessoas, participar de oficinas e sobretudo fazer bons negócios. Por trabalhar a um bom tempo nesta área de produção musical no interior do estado do Acre, mais especificamente no vale do juruá, onde as dificuldades são ainda maiores, realizando festivais, como o Festival da Canção Tarauacaense que já está em sua vigesima edição, produzindo a gravação de CD’s e cuidando de espaços culturais foi que decidi me empenhar, para que minha participação na feira rendece bons frutos para a produção musical no interior do estado do Acre.
Iniciei então, um trabalho de divulgação da feira e coleta de materiais para exposição no stand da Música do Acre, em Tarauacá fui a Radio Comunitária Nova Era FM 87,9 Mhz, no programa Terminal Comunitário, um dos programas de maior audiência da cidade para falar sobre o evento. Também postamos uma material no blog de maior acesso da cidade o Blog do Accioly http://acciolytk.blogspot.com.br/2012/07/musico-rogerio-craveiro-foi-selecionado.html
A divulgação gerou bons resultados, fizemos a coleta de 150 CD’s de músicos e poetas de Tarauacá e Feijó listados a seguir:

CIDADE
ARTISTA/BANDA
ESTILO
QUANT.
Tarauacá
Caro John
Rock
50
Tarauacá
Chaga do Vale
Poesia Popular
10
Tarauacá
Diouro e Paulo Roberto
MPB
10
Tarauacá
Festival da Canção Tarauacaense - FECANTA
MPB
10
Tarauacá
Rogério Craveiro
MPB
50
Feijó
Daniel Pinheiro
MPB
10
Feijó
Mirandinha do Norte
Forró
10
TOTAL
-
150



No dia 21 de agosto de 2012, enbarcamos do Aeroporto Internacional Presidente Médici em Rio Branco com destino a Fortaleza – CE, chegamos ao destino às 13:30 do mesmo dia. Como a feira só iniciaria no dia seguinte, aproveitamos para conhecer um pouco da cultura local em uma visita ao mercado central de Fortaleza.
No dia 22 fomos conhecer o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, local onde se realizou o evento. São 30 mil metros quadrados de área para vivenciar a arte e a cultura, com atrações como: o Memorial da Cultura Cearense, o Museu de Arte Contemporânea, o Teatro Dragão do Mar, as salas de cinema do Espaço Unibanco Dragão do Mar, o Anfiteatro Sérgio Mota, um Auditório e o Planetário Rubens de Azevedo.
Na noite do dia 22, participamos da festa de abertura da feira de música 2012, no Estoril, situado em um ambiente bucólico, em meio à boêmia fortalezense e a poucos metros da praia de Iracema, um dos mais belos cenários naturais das terras alencarinas, o Estoril traz em sua estrutura impressões de fatos que compõem o percurso de grandes destaques da história do País. As apresentações musicais ficaram por conta de Vitoriano com sua música popular experimental, arranjos psicodélicos, ironia e humor, em seguida subiu ao palco Daniel Peixoto, revelado na cena musical nacional pelo grupo Montage.
No dia 23, participamos da montagem do stand do Acre com nove metros de comprimento e três metros de largura, o maior stand da feira, localizado nos arcos da rampa. Os expositores foram divididos em 4 categorias: Galeria (ao fundo da Praça Verde, em baixo das árvores), Luthieria e Feião do Disco (ocupando a parte da calçada do Dragão, entre a Galeria e os Stands) e Stands (ocupando os arcos da rampa).
Após a montagem do stand, fomos assistir a apresentação da Orquestra de Instituto Grupo Pão de Açucar do Ceará com um repertório popular bem interpretado por jovens músicos cearenses.
No palco Rock conhecemos os músicos baianos da Banda Vendo 147, que fazem um som instrumental pesado com duas baterias e elementos de percussão brasileira. Trocamos informações e materiais sonoros, com a pespectiva de mantermos contato para eventuais trabalhos em conjunto com a banda Caro John de Tarauacá/Ac.
No dia 24 de agosto, sexta-feira o público a comparecer no stand foi bem maior, aproveitamos a oportunidade para mostrar um pouco da música acreana sendo executada ao vivo com a participação dos músicos Ronny Lopes, Kelen Mendes e Emerson da Rosa. A resposta do público foi bem positiva, muitos aplausos, elogios e surpresar por verem a qualidade musical nos músicos acreanos.
  
Venda de CD’s e DVD’s, troca de contatos com músicos e produtores, apresentação do novos artitas ao públcio presente foram alguns dos negócios gerados nesta noite no stand da Musica do Acre.
Circulando pelos stands, tive a oportunidade de conhecer o músico e artesão pernanbucano Abilio Sobral, conversamos muito sobre a construção de instrumentos de percussão e cordas. Um dos postos levantodos por ele foi a dificuldade em adquirir materia prima de boa qualidade, como por exemplos madeiras, cabaças e bambus, materiais que no nosso estado são econtrados facilmente. Trocamos contatos e ficamos na espectativa de uma visita do mesmo ao nosso estado para ministrar uma oficina de contrução de instrumentos com a materia prima regional, como cascas de arvores secas entre outros.
Um stand que me chamou atenção foi o do educador, artista plástico, ator, contador de histórias, luthier, músico, poeta, compositor, brinquedista e folclorista Marcos Melo, com seus instrumentos feitos de material alternativo. Tivemos uma boa conversa sobre musicalização e luthieria. Ele se mostrou bastante interessado em conhecer o Acre e realizar trabalhos na área de construção de instrumentos com crianças. Ficamos na expectativa de mantermos contato para eventuais trabalhos em conjunto com a Associação de Moradores do Bairro da Cohab e o Galpão de Cultura de Tararuacá.
No dia 25 de agosto, participei da Oficina “O Baterista Profissional e a Versatilidade” com o músico baterista com formação popular Paulo Henrique Barcellos, um jovem com muita musicalidade abordando a versatilidade como tema para músicos que querem ingressar na carreira musical de forma profissional. Vários temos foram levantados, entre eles a técnica própria, prática de conjunto e noções sobre harmonia, melodia, contraponto e ritmo. Após a oficina tivemos uma boa conversa sobre como ele chegou a ser endorsse da pearl no Brasil. Mostrei a ele o som da banda Tarauacaense Caro John, trocamos contatos e cogitamos um possivel workshop dele no Acre, para divulgar o som de sua banda Zero85.

Em seguida fomos para a Roda de Negócios sobre produção, que realizou-se no Buoni Amicis, um espaço de troca de produtores e artistas, um encontro de negócios na área musical. A roda iniciou-se  com a apresentação dos presentes, em seguida fizemos a exposição dos meteriais do Acre para os presentes, que mostrara-se bastante interessados sobre a cultura e a musicalidade acreana. Uma das conversas proveitosas da roda foi com o Sr. Vando Batista da Ubiverso que disponibiliza soluções para conteúdo multimídia integrado que acompanha o usuário em movimento, através de dispositivos portáteis e redes móveis, quebrando as barreiras da distribuição de mídia e provendo um canal de comunicação direto com o público, uma ótima opção para os músicos divulgarem seus trabalhos através da internet. Conversamos também com o  Sr. Claudio Guimarães coordenador de música popular da Fundação Nacional de Artes – funart, na oportunidade falamos  sobre os investimentos do Minc para a região norte, mais expecificamente para o Acre, as ações da funarte para a melhoria da qualidade e qualificação musical no Brasil e sobretudo as inovações nos negocios culturais na área da música popular brasileira. Foram momentos bem proveitosos e de muita aprendizagem com troca de experiências e dicas essenciais para um bom produtor.
 
Logo após a roda de negócios fomos para o stand da Música do Acre para mostrar um pouco mais do som que vem do norte. O públcio presente superou a nossas expectativas, muita gente circulou pelo o stand, mantemos contato e distribuimos materiais com representantes de rádios como a No PE do Ouvido Rádios Cumunitárias – Rádio 90.9 (PE), vendemos vários CD’s, distribuimos brindes, interagimos com os espectadores, ou seja, foi uma noite memoravel para a musica Acreana no Ceará.
   
A Feira da Música completou sua décima primeira edição em 2012, período em que desenvolveu diversas ações onde o principal foco foi a aproximação do setor musical de todas as regiões do Brasil, inovando e ampliando seus resultados. O Feirão de Negócios reuniu Luthiers, Expositores de Vinis, Coletivos, Galeria do Rock, Instituições, entre outros atores do cenário musical. Com as rodas de conversa, divididas por temáticas referentes ao trabalho de cada expositor, tivemos a oportunidade de fazer contatos, trocar e vender nossos produtos, entre outras ações.
Como produtor, músico, compositor e educador só tenho a agradecer ao SEBRAE/AC por esta oportunidade de aperfeiçoar meus conhecimentos e me comprometer a sempre procurar a melhoria da qualidade musical Acreana para que possamos vender nossos produtos com a qualidade que o comprador merece receber.

Rogério Lopes Craveiro

Produtor

Veja abaixo as fotos do evento






























quinta-feira, 26 de julho de 2012

FEIRA DE MÚSICA DE FORTALEZA/CE - 2012


É hora da nossa Música!

A Rede Acreana de Cultura – RAC vai montar um stand da Música Acreana na XI Feira Internacional de Música de Fortaleza – Ceará, que acontece entre os dias 22 e 25 de agosto. É uma grande oportunidade para os músicos e produtores do Acre apresentarem seus trabalhos ou obras para o público de todo o país.

Uma equipe de produtores musicais estará fazendo a coleta de materiais sonoros em todo o estado. De Tarauacá foi selecionado o músico Rogério Craveiro para fazer parte do stand da Música Acreana na Feira. Quem quiser divulgar seu trabalho, basta enviar o seu material com CDs, DVDs ou SMDs e um pequeno texto falando da sua trajetória musical para a Radio Comunitária Nova Era FM, Rua Manoel Vieira da Cunha, nº 363 – Bairro da Cohab. Os materiais serão coletados até o dia 6 de agosto. 
Não fique fora dessa oportunidade de divulgar sua música para o Brasil! 

A RAC é formada por Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil (FGB), Centro de Multimeios, Fundação Elias Mansour (FEM), Coordenação do Curso de Música da Universidade Federal do Acre (UFAC), Escola de Música Acreana, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Serviço Social do Comércio (SESC), Serviço Social da Indústria (SESI), Fundação Aldeia de Comunicação (FUNAC), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e Ministério da Cultura (MINC).



sexta-feira, 11 de maio de 2012

8ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

As inscrições para a 8ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas já estão encerradas, o material para a preparação dos alunos já está disponível para as escolas inscritas. 


Para ter acesso ao Banco de Questões 2012 Clique Aqui

segunda-feira, 7 de maio de 2012

FESTIVAL ACREANO DE MÚSICA POPULAR – FAMP 2012


O FESTIVAL ACREANO DE MÚSICA POPULAR – FAMP 2012, que acontece sob o tema “Pela Nossa Natureza”, teve sua primeira edição em 1980, como evento autoral de música acreana com a temática florestal consistente, onde “uma série de artistas produzia para um público acreano e fluía essa produção nos Festivais Acreanos de Música Popular (Famps), que eram uma espécie de versão estadual dos grandes festivais das televisões”. (Daniel Zen, 2010).
Foi um marco da efervescência cultural dos anos 80 até 1993, quando passou por um silencio de 10 anos, voltando a acontecer em 2003, na Concha Acústica. De lá pra cá, são outros quase dez anos sem o Festival Acreano de Música Popular, que vem em 2012 resgatar o movimento de festivais, colocando novamente em evidência a criação e produção musical no Estado do Acre, assim como sua documentação histórica, para registro e divulgação da trajetória de um símbolo da cultura musical acreana, como define o tema apresentado este ano, “Pela Nossa Natureza”, pelo fortalecimento e valorização das nossas raízes e tudo o que nos é natural.
O público alvo do projeto Festival Acreano de Música Popular “Pela Nossa Natureza” – FAMP 2012 é a cena cultural acreana. O perfil desse público é a necessidade de envolvimento, produção e consumo voltada à arte e cultura, em todas as idades. 
“Em 1980, através de pessoas ligadas Universidade Federal do Acre, com o apoio do Governo do Estado, realizou-se o primeiro FAMP – Festival Acreano de Música Popular, que junto aos tradicionais festivais que ocorriam no verão, na Praia do Amapá, acabaram por causar grande repercussão local, sendo a vitrine e o garimpo de grandes revelações e, principalmente, valorizando os artistas locais. Foram nestes festivais que figuras como Pia Vila, Grupo Capú e Tião Natureza começaram a ganhar projeção na música acreana”. (Isaac Ronaltti)


domingo, 29 de abril de 2012

ABANFACRE REALIZA PALESTRA SOBRE FANFARRAS E BANDAS NO MUNICÍPIO DE TARAUACÁ


No dia 28 de abril de 2012, aconteceu no auditório da Escola de Ensino Médio Dr. Djalma da Cunha Batista uma palestra sobre fanfarras e bandas  no município de Tarauacá, realizada pela Associação de Bandas e Fanfarras do Acre – ABANFACRE em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Esportes – SEE e Prefeitura Municipal de Tarauacá, atraves da Secretaria Municipal de Educação. Os palestrantes foram o Presidente da Abanfacre e músico Leandro Muniz e o Vice-presidente da Abanfacre, professor de música e maestro Abdias Costa. O objetivo dessa primeira pelastra foi iniciar um trabalho de profissionalização das fanfarras existentem em Tarauacá,  visto que a maioria não dispoe de profissionais habilitados nessa áres como regentes, coreografos e percussionistas.

Presidente da ABANFACRE Leandro Muniz

Vice-Presidente da ABANFACRE Maestro Abdias

“Está se iniciando um novo tempo para as bandas de fanfarra de Tarauacá”, disse o presidente da Abanfacre senhor Leandro Muniz. Essa nova parceria entre a Abanfacre, a SEE e a Prefeitura Municipal de Tarauacá beneficiará muitos jovens da cidade de Tarauacá, frisou o maestro Abdias.

Público

O evento teve representantes de todas as escolas estaduais e municipais de nossa cidade, muitos professores e alunos tiveram a oportunidade  de aprender um pouco sobre a organização das fanfarras, as categorias existentes e sobre os requisitos básicos para uma competição, pois o objetivo é preparar as bandas existentes em Tarauacá para a competição regional que acontecerá em agosto deste ano na cidade de Cruzeiro do Sul, se forem classificadas as bandas irão competir no campeonato estadual em Rio Branco, com uma vaga para o campeonato nacional que acontece fora do estado.

Visita as escolas

Para o mês de maio, estão previstas oficinas nas áreas de coreografos, mor, balizas e percussão. O empenho dos gestores das escolas neste momento é fundamental para o sucesso deste projeto que está se iniciando. 

Filho de peixe peixinho é.

Há alguns dias atrás recebi a visita de um jovem que conheci quando ele era apenas um bebê, o nome dele é Saymon Sampaio, filho do grande guitarrista Charles Sampaio e neto do senhor Orlando Sampaio e dona Petrina.
Rogério Craveiro e Saymon Sampaio

Ele esteve em minha residência e tivemos a oportunidade de colocar a conversa em dia, não me surpreendi quando ele me falou que tocava guitarra, pois sendo filho de quem é a música com certeza corre em suas veias. Aproveitamos o momento para fazermos um som juntos, fomos até o galpão de cultura e lá passamos a tarde tocando e conversando, pude perceber um grande talento musical no garoto e uma simplicidade impar, com um estilo bem parecido com o seu pai.
Com certeza tem um futuro brilhante na música. Que bom saber que mais um Tarauacaense se destaca na música. Sucesso Saymom, e continue sendo essa pessoa simples e amiga. Abraços


segunda-feira, 16 de abril de 2012

Esse é o "Braguinha" um dos melhores músicos de nossa região.


Esta é minha homenagem ao meu grande amigo Braguinha, músico, compositor, instrumentista, produtor. Essas são apenas algumas das qualidades desse cara simples, mais de grande talento, ele vem de uma família de músicos e desde muito jovem já demonstrava suas habilidades no teclado. Tive o privilégio de conhecê-lo no inicio de sua carreira musical a alguns anos atrás, apesar de morarmos em cidades diferentes tivemos a oportunidade de tocarmos juntos por muitas vezes e cada vez que nos encontramos aprendo algo novo sobre música e convivência humana. Espero que possamos produzir muita coisa juntos ainda, abraços e sucesso meu brother.


quinta-feira, 15 de março de 2012

Guerreiros do Sol - David Nogueira


Show realizado dia 09 de março de 2012 em Brasília na abertura do show da Frávia Wenceslau, música Guerreiros do Sol de David Nogueira, participação David Nogueira, Pé de Cerrado e Gabão.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

2012 - Ano Bissexto



Ano bissexto é aquele que possui um dia a mais do que os convencionais 365 dias. No calendário gregoriano, o dia extra é incluído a cada 4 anos, sendo adicionado no mês de fevereiro, que passa a ter 29 dias. O ano bissexto ocorre pelo fato de que o ano-calendário convencional possui uma pequena diferença em relação ao ano solar. Enquanto que no primeiro, o ano dura 365 dias para se completar; no segundo, dura 365,25 dias. 

Esses 0,25 corresponde a um quarto de um dia. Portanto, a cada quatro anos existe a diferença de um dia em relação ao calendário convencional e solar. Esse dia é justamente o que caracteriza o ano bissexto. 

Na verdade, o dia extra que serve como sincronismo não é o dia 29 de fevereiro, como a maioria das pessoas pensa, mas sim, o dia 24 do mesmo mês. 

O ano bissexto passou a ser adotado em 238 a.C. no Egito, por Ptolomeu III (246-222 a.C.). O mesmo surgiu a partir da necessidade de sincronizar os dias do ano, uma vez que qualquer discrepância no calendário poderia afetar a agricultura, a base da economia dos povos antigos. 

Alguns pensam que o nome “bissexto” é dado pelo fato de tal ano possuir 366 dias, o que não é correto. Na verdade, Julio César optou pelo mês de fevereiro e escolheu “fazer um bis” ou “duplicar” o dia 24, chamando-o de “antediem bis-sextum Calendas Martii”. Foi assim que surgiu o nome “bissexto”.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Você sabe por que o carnaval é sempre em datas diferentes a cada ano?

Cálculo do dia do Carnaval


Todos os feriados eclesiásticos são calculados em função da data da Páscoa, com exceção do Natal. Como o domingo de Páscoa ocorre no primeiro domingo após a primeira lua cheia que se verificar a partir do equinócio da primavera (no hemisfério norte) ou do equinócio do outono (no hemisfério sul), e a sexta-feira da Paixão é a que antecede o Domingo de Páscoa, então a terça-feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa.

Pois é, acredite se quiser, o grande matemático Carl Friedich Gauss, que desenvolveu a teoria das congruências, dedicou-se indiretamente a desvendar o enigma. Gauss estudou e propôs um método para determinar as datas de Páscoa, cujas regras foram definidas no Concílio de Nicéia (325 d.C.). De acordo com o que foi decidido a Páscoa deve ser celebrada no domingo seguinte à primeira lua cheia da Primavera (é claro que trata-se da Primavera na Europa). Gauss desenvolveu uma regra prática para calcular a data da Páscoa no calendário gregoriano, a partir de 1583.

Cálculo da Páscoa


cálculo da data da Páscoa é fundamental na definição do calendário cristão desde os primórdios da cristandade, tornando-se definido na Idade Média.
Páscoa é celebrada no primeiro domingo após a primeira lua cheia que ocorre depois do equinócioda Primavera (no hemisfério norte, outono no hemisfério sul), ou seja, é equivalente à antiga regra de que seria o primeiro Domingo após o 14º dia do mês lunar de Nisan. Poderá assim ocorrer entre 22 de Março e 25 de Abril.

Cálculo da data da Páscoa recorrendo a tabela simples


  1. Divida o ano de interesse por 19
  2. Some 1 ao resto dessa divisão
Ao número final chamaremos de "X". Esse número é o "número dourado" que corresponde a uma data específica dada na tabela abaixo. A Páscoa será celebrada ao domingo seguinte à data encontrada na tabela. Caso a data já seja um domingo, a Páscoa é o domingo da semana seguinte.
XData                     
114 de Abril ou Domingo seguinte
23 de Abril ou Domingo seguinte
323 de Março ou Domingo seguinte
411 de Abril ou Domingo seguinte
531 de Março ou Domingo seguinte
618 de Abril ou Domingo seguinte
78 de Abril ou Domingo seguinte
828 de Março ou Domingo seguinte
916 de Abril ou Domingo seguinte
105 de Abril ou Domingo seguinte
1125 de Março ou Domingo seguinte
1213 de Abril ou Domingo seguinte
132 de Abril ou Domingo seguinte
1422 de Março ou Domingo seguinte
1510 de Abril ou Domingo seguinte
1630 de Março ou Domingo seguinte
1717 de Abril ou Domingo seguinte
187 de Abril ou Domingo seguinte
1927 de Março ou Domingo seguinte